Centro de Competência Nónio da Beira Interior  
Login
Username:
Password:
Novo registo
Se ainda não está registado registe-se no portal.
Para recuperar password esquecida

Quero informações sobre...
 

Biblioteca

OS LIVROS do MÊS de ABRIL 2012

Título: “Romance do 25 de Abril”

Autor: João Pedro Mésseder e Alex Gozblau

Editora: Caminho

Este é um livro que faz uma revisitação poética do 25 de Abril de 1974, recriando a vida em Portugal durante a vigência do Estado Novo, com particular relevo para os antecedentes da Revolução. Sublinha as consequências trágicas desse longo período da história contemporânea como as perseguições políticas aos que eram contra o regime, a censura e a Guerra Colonial entre outros aspetos.

Com belas ilustrações de Alex Gozblau, o livro ganha intensidade e relevo quando as mesmas sugerem a transição entre a Ditadura e a Liberdade. A linguagem versificada facilita imenso a compreensão aos mais novos.

Título: “O 25 de ABRIL contado às crianças”

Autora: José Jorge Letria

Editora: Terramar

            Todos os anos têm um mês de abril e todos os meses de abril têm um dia 25. Porém, o dia 25 de abril de 1974 foi um dia especial para os portugueses. Porquê? Porque o País e os seus habitantes voltaram a viver em liberdade, depois de quase 50 anos de tristeza e de silêncio. 

            De facto, o dia 25 de abril de 1974 vale por si mesmo e pelo que aconteceu nas suas 24 horas históricas. Mas vale, principalmente, por aquilo com que acabou e por aquilo a que deu início – a Democracia.

            É assim que o autor, José Jorge Letria, começa este livro especialmente dedicado aos pequenos e jovens leitores para que compreendam melhor o que foi o 25 de abril.

 

Título: “Ler, doce ler”

Autor: José Jorge Letria

Editora: Terramar

Neste mês em que comemoramos o Dia Internacional do Livro (23 de Abril) esta obra vem, em forma de Poesia, lembrar-nos o papel e importância dos livros:

“Os livros são casas

Com meninos dentro

E gostam de os ouvir rir,

De os ver sonhar

E de abrir de par em par

As paisagens e as imagens,

Para eles, lendo, poderem sonhar.         

 

*********************************************************

Os livros gostam de se deitar                       Os livros têm perfume

Nas almofadas dos meninos           que não é de homem ou de mulher      

Partilhando o seu sono                                e nem sequer é parecido                    

Quando eles são pequeninos                  com outro perfume qualquer;

E de ir com eles para a escola                     é um perfume sem nome,

Misturados com os cadernos                       não é de flor ou maresia,

E com os beijos dos pais,                               Mas tem o aroma secreto

Sempre quentes, sempre ternos.                     Que existe na Poesia.”

Inserido por mlf em 14/Abr/2012

© Centro de Competência Nónio da Beira Interior 2006 | ccbi.crie@gmail.com

Ministério da Educação Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular CRIE - Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet na Escola